O Brasil perante a Nova Ordem Mundial

O Brasil perante a Nova Ordem Mundial

Aula 316 do COF (dia 14/11/2015), disponibilizada para o público em geral por motivo de urgência. Pedimos aos alunos que compartilhem.

 

11 Comentários
  1. sensacional aprendi muito

  2. É preciso ocupar os espaços.

  3. Sobre a NOM, segue um artigo que escrevi e o Heitor de Paola publicou no site dele:

    http://www.heitordepaola.com/publicacoes_materia.asp?id_artigo=5683

  4. ..prometam ser…contra tudo que vivemos o estudo nao basta..muito bom. olavo de carvalho.eu o conheci atraves deste vidio enviado para o facebook

  5. Sobre a nova ordem mundial e sobre a ideia de sabedoria e verdade.
    Há um dogma nos meios intelectuais que diz o seguinte: para uma pessoa dar uma opinião sobre algo deve “entender” do assunto. Para ganhar o direito de ser respeitado em suas opiniões a pessoa precisa ter escrito livros, feito faculdades, realizado atividades intelectuais mil, e por aí vai.
    Discordo desse dogma porque:
    1-a verdade fala por si. Ela não veste a roupa de quem a expôs. A tradição de dar créditos para quem expôs a verdade é convenção, mas muitas vezes não contribui para a exposição da verdade, pelo contrário, a dificulta;
    2- é preciso fazer uma distinção entre as verdades moral, ética e religiosa, e as verdades matemática, tecnológica, técnico científica. Enquanto estas evoluem a olhos vistos ao longo das gerações, aquelas não estão evoluindo, pelo contrário. Existe uma ilusão de que as duas andam juntas. Nada mais falso.
    3- Se um autor que escreveu muitos livros e é muito respeitado nos meios intelectuais falasse sempre a verdade, o mundo estaria isento de tragédias como o nazismo e o comunismo. Estas deformações ocorreram justamente pelos dogmas impostos por “pensadores brilhantes e iluminados” que na verdade eram mentirosos que enchiam livros com suas mentiras muito bem contadas;
    4- As universidades acabam sendo um instrumento de dominação ideológica, justamente porque há o dogma da autoridade científica e moral. Nada mais falso. A democratização da opinião permite que tudo seja questionado e revisto. Por exemplo. A ciência da mente (psicologia, psiquiatria) está aprisionada pelo dogma do ateísmo. Me revoltei quando ouvi uma entrevista com o psicologo renomado aconselhando uma jovem que admitiu a promiscuidade, à beira do arrependimento sincero, que sua atitude era normal, de mulher autônoma, que faz “uso” de sua autonomia, e que os homens (todos) são “machistas”. Resumo, num botequim teria encontrado conselho melhor.
    5- De que adianta ler milhões de livros sobre moral, ética e religião, se tudo não passa de um intrincado labirinto, que por vezes nos afasta cada vez mais da realidade?
    6- Há verdades ao alcance das pessoas simples, que não se importam com títulos, medalhas, honra, posição.
    7- E finalmente – E disseram-lhe: Ouves o que estes dizem? E Jesus lhes disse: Sim; nunca lestes: Pela boca dos meninos e das criancinhas de peito tiraste o perfeito louvor? Matheus 21 – 16.

  6. O Olavo de Carvalho é uma luz brasileira que o Brasil precisa desvelar aos brasileiros. Eu mesmo, aos 65 anos de idade, o conheci por mero acaso há 3 meses fuçando a internet. Estou bebendo e comendo o Olavo as 24 horas do dia! Ele e o Reinaldo Azevedo, são intelectuais verdadeiros, pois se vc os encontrar na rua e começar um diálogo, eles são capazes de falar o que você fala e entende, e ao escreverem, escrevem para que todos os leitores os entendamos, ao contrário de pseudo intelectuais que escrevem nos jornais o que nem eles mesmos conseguem entender.

    • Mesprado, estou com 52 e também descobri há 8 meses. De lá para cá não dá para parar de estudar e ouvir. Eu descobri um oceano de conhecimento que eu jamais imaginei que existisse. E olha que eu tenho uma boa formação em diversas áreas.

  7. Desde que encontrei Olavo de Carvalho em 2013 minha vida mudou radicalmente. Deus abençoe o professor, e toda sua família.
    MUITO OBRIGADA!!! MUITO OBRIGADA!!!

    • Giovana, digo o mesmo. Tem uma frase do Mark Twain assim: “Quando eu era um garoto de 14 anos, meu pai era tão ignorante que eu mal conseguia suportar ficar perto daquele senhor. Mas, quando completei 21, fiquei estarrecido com quanto ele havia aprendido nesses sete anos.”. Fazendo a mesma brincadeira: depois que conheci o conteúdo do prof. Olavo fiquei estarrecido em ver como o mundo mudou tão rápido. abraços

  8. Que aula maravilhosa ! Me senti um pouquinho menos “idiota útil e/ou imbecilizada”… Muito obrigada, professor Olavo de Carvalho, um dia farei o curso de Filosofia com o senhor. Realizarei um sonho antigo. Espero fazer juntamente com um grande amigo o Marcelo do Rio de Janeiro, responsável pelo meu conhecimento de sua existência. Ele é seu grande admirador e o acompanha quase que diuturnamente. Desejo as bençãos de Deus, de Nosso Senhor Jesus Cristo e da Virgem Maria ao senhor e sua família. Um grande abraço!

Deixe uma resposta